Óleos corporais criam barreira que protege a pele e impede a desidratação

O tempo seco desta época do ano costuma castigar muito a pele, deixando-a mais ressecada, opaca e sem elasticidade. Por isso os cuidados devem ser reforçados, especialmente a hidratação, que vai garantir não só a melhora na aparência estética, mas também na saúde da pele, evitando o aparecimento de manchas e até de rugas. Uma boa opção são os óleos corporais, que além de hidratar, ajudam a relaxar e ainda te deixam perfumada.

“Os óleos corporais fazem uma barreira protetora impedindo a desidratação da pele”, explica Taíssa Veronese, fisioterapeuta especializada em estética funcional. O óleo deve ser usado durante o banho. Antes da aplicação, deve-se usar o sabonete com o auxílio de uma bucha, para que a camada de células mortas seja retirada e haja uma melhor penetração do produto.

A utilização pode ser diária, para que o resultado de hidratação e nutrição tenha maior efeito. Pode ser usado tanto para mulheres quanto para homens, de todos os tipos de pele, mas desde que não tenha alergia a nenhum componente do produto. As únicas contraindicações para o uso são foliculites e poros obstruídos, que causam acne na pele. E não devem ser passados em determinadas partes do corpo, como rosto e áreas mais oleosas (costas e região peitoral) mesmo em pessoas que apresentam a pele mais ressecada.

Para escolher o melhor cosmético é muito importante saber a diferenças entre cada um deles. “Em geral, os óleos de banho bifásicos ou trifásicos servem para hidratar a pele e remover as células mortas, pois contém emolientes, hidratantes, condicionantes e lubrificantes em sua fórmula. O bifásico combina duas fases, uma oleosa e outra aquosa, que promovem a hidratação e previnem o ressecamento da pele. Já o trifásico assume as mesmas funções, mas também é enriquecido por um óleo vegetal, que traz o adicional de hidratação profunda. Os melhores tipos de óleos são os compostos de minerais, que podem ser usados em qualquer época do ano”.

Pin It