Campanha conscientiza moradores sobre pessoas em situação de rua

Campanha não dê esmola - Foto Divulgação Decom  (2)

Os motoristas que circularam nas proximidades dos Terminais Urbanos do Centro e Pinheirinho, no último sábado (18), receberam orientações sobre auxílio a moradores de rua. Realizada pela Prefeitura de Criciúma, por meio da Secretaria de Assistência Social, a iniciativa abordou aproximadamente 900 condutores entre 9h e 12h. A comunidade foi orientada a encaminhar pessoas em situação de rua ao Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop).

A conscientização marcou o início da campanha “Esmola não é Caridade”. De acordo com o secretário municipal de Assistência Social, Paulo César Bitencourt, a comunidade não deve auxiliar moradores de rua com esmola. “Uma parte dos nossos moradores de rua são dependentes químicos. A população acha que está dando dinheiro para eles levarem para as casas e alimentar seus filhos ou compor a renda, mas a maioria é usuário de drogas lícitas e ilícitas, e o dinheiro sustenta a dependência”, explica.

Criciúma conta com educadores para conduzir pessoas em situação de rua ao Centro Pop, localizado na rua Martinho Lutero, no bairro Pinheirinho. Nesta semana, para conscientizar os usuários do Terminal Urbano do Pinheirinho, panfletagens serão efetuadas das 7h às 9h e das 18h às 20h. O encerramento da campanha ocorre no dia 8 de abril, na Praça Nereu Ramos, com orientações para comerciantes e moradores de Criciúma.

A iniciativa de sábado contou com o apoio de agentes de trânsito da Autarquia de Segurança, Trânsito e Transportes de Criciúma (ASTC) e do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Criciúma.

Centro Pop

O Centro Pop atende moradores de rua com trabalho de assistência social. Profissionais capacitados oferecem cuidados de higiene, roupas limpas, alimentação, entre outras assistências. Também é feito um cadastro para armazenar os dados do morador de rua, além de atividades que buscam reinserir o cidadão à sociedade.

 

Conforme Bitencourt, somente em fevereiro, o Centro Pop atendeu 269 moradores de rua: 144 através de educadores e 125 na unidade assistencial. A comunidade pode encaminhar pessoas em situação de rua pessoalmente ou pelo telefone (48) 3443-5687. O Centro Pop atende de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h.

Ana de Mattia.

Pin It