Criciúma Rotativo recebe elogios de comerciantes e motoristas

Criciúma Rotativo recebe elogios de comerciantes e motoristas - Foto de Jhulian Pereira

O retorno do estacionamento rotativo de Criciúma recebeu elogios de comerciantes e condutores que circulam pela região central da cidade. Reativado há nove dias, o sistema é fiscalizado por 35 profissionais e funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h. Os monitores controlam 630 vagas em 12 ruas correspondentes a área azul. Aproximadamente R$ 33 mil foram arrecadados com a venda de tickets aos usuários.

De acordo com o coordenador do Criciúma Rotativo, Frank Bez Fontana, o dinheiro arrecadado será utilizado para revitalizar a sinalização vertical e horizontal de vias públicas municipais. “A rotatividade das áreas que engloba o sistema está funcionando muito bem. Houve um aumento considerável no número de vagas livres. Hoje, quem vai até o Centro, consegue estacionar tranquilamente, podendo até escolher onde colocar seu veículo, diferente de antes, em que os motoristas precisavam ficar circulando para encontrar um local, sendo que muitas vezes não encontravam”, relata Fontana.

Para estacionar em uma das vagas do Criciúma Rotativo, é cobrado R$ 2 por hora, podendo cada veículo permanecer duas horas no mesmo local. “Nos primeiros dias, foi possível verificar que o rotativo é autossustentável. Para que mais locais sejam contemplados com a rotatividade, estamos estudando a expansão do sistema para outras regiões da cidade. Muitas pessoas elogiaram a volta do rotativo”, comenta o presidente da Autarquia de Segurança, Trânsito e Transporte de Criciúma (ASTC), Gustavo Medeiros.

Os agentes de trânsito emitiram 62 autuações nos primeiros dias de funcionamento do sistema. Conforme o gerente de Operações de Trânsito da ASTC, Paulo Borges, os condutores precisam ficar atentos às regras do Criciúma Rotativo. “A maioria das infrações ocorrem pela falta de respeito ao tempo permitido em cada vaga. Os agentes de trânsito estão circulando pela cidade, e se verificarem o descumprimento da lei vão multar os infratores. A fiscalização é necessária para que o sistema de rotatividade funcione corretamente”, afirma.

Idosos e deficientes não são isentos

Segundo Fontana, grande parte dos moradores estão cientes da volta do controle do estacionamento rotativo. “Algumas pessoas de outras cidades não sabem, porém os 35 monitores também realizam este trabalho de conscientização. Muitos idosos e deficientes acham que estão isentos do pagamento, mas não estão, eles apenas têm vagas de prioridade, assim como, carga e descarga também precisam comprar os bilhetes”, reitera. Os motoristas devem procurar os monitores para adquirir os tickets de estacionamento.

Émerson Justo
Foto: Jhulian Pereira

Pin It