Dia Mundial da Água: Famcri orienta moradores na Praça Nereu Ramos

Evento alusivo ao Dia Mundial da Água - Foto de Émerson Justo (5)

Recurso precioso e vital para a vida na Terra, a água precisa ser preservada. Compreendendo esta importância, a Prefeitura de Criciúma, por meio da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), promoveu nesta quarta-feira (22), atividades educativas em alusão ao Dia Mundial da Água. Realizada na Praça Nereu Ramos, a iniciativa enalteceu o reaproveitamento das águas residuais e pluviais.

A Famcri distribuiu mais de 600 mudas produzidas no Horto Florestal Antônio José Tolé Guglielmi aos moradores que circularam pelo Centro. “O evento destacou a importância da água para a sociedade. Ela vem sendo muito maltratada por nós, e mostrar sua relevância é apenas uma pequena contribuição do que podemos fazer. É essencial que os moradores preservem a água e reaproveitem a água da chuva, assim, além de contribuir com o meio ambiente, reduzem seus custos mensais”, ressalta o presidente da Famcri, Giovano Izidoro.

O aposentado Calbi da Silva, morador do bairro Centro, aproveitou o evento para levar uma muda para casa. “Eu escolhi o pé de araça porque comia muito na minha infância quando visitava a minha avó. Achei uma iniciativa muito interessante da Famcri em organizar esse movimento para lembrar da natureza e conscientizar não só as crianças, mas todos os criciumenses”, comenta.

Para as crianças, a Administração Municipal disponibilizou brincadeiras e teatro, além de algodão doce e pipoca. Entidades de Criciúma também aproveitaram a iniciativa para expor seus trabalhos em stands. “Foi apresentado uma maquete sobre o reaproveitamento da água da chuva e o modo de utilizá-la. Teve um espaço para a população realizar denúncias de poluição hídrica, além da simulação de um tratamento de drenagem da água por causa do carvão presente na nossa região. Também distribuímos cartilhas para orientar as pessoas”, relata o diretor de Educação Ambiental, Unidades de Conservação e Arborização da Famcri, Christophe Maximiano de Lima.

A Vigilância Sanitária de Criciúma apresentou aos moradores as atividades realizadas constantemente pelos profissionais a fim de garantir a segurança da população. “Realizamos o monitoramento e controle da qualidade da água através do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua) para garantir que o líquido chegue nas residências nas condições adequadas”, afirma a gerente da Vigilância Sanitária de Criciúma, Rejane Rosso Dal Pont.

A iniciativa na Praça Nereu Ramos reuniu profissionais do 28º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC), Bairro da Juventude, Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (Satc), Lions Clubs International, entre outras entidades.

Émerson Justo

Pin It