Mega da Virada paga mais de R$ 200 milhões hoje

grana

A Mega da Virada, maior prêmio da loteria da Caixa Econômica Federal no ano, deve pagar cerca de R$ 219 milhões nesta terça-feira (31).

As apostas para o sorteio, que será realizado na noite de hoje, podem ser feitas até as 14 h nas casas lotéricas. A aposta mínima, com seis números, custa R$ 2.

O prêmio da Mega da Virada não acumula. Se não houver ganhadores na faixa principal (acertando as seis dezenas), o prêmio será dividido entre os que acertarem cinco números. Se não tiver novamente acertadores, passa para os que fizerem a quadra, e assim por diante.

Brasília lidera

A Mega da Virada estreou em 2009 e, desde então, os prêmios milionários saíram para apostas de 13 cidades diferentes. Dessas, a única que já contemplou mais de um ganhador foi Brasília (DF), em 2009 e em 2011.

Até hoje, nenhuma aposta levou sozinha a bolada do prêmio especial. O maior prêmio já pago, de R$ 244,7 milhões, em 2012, foi dividido entre apostas de São Paulo, Franca (SP) e Aparecida de Goiânia (GO).

Em 2011, por sua vez, o prêmio de R$ 177,6 milhões foi dividido pelo maior número de ganhadores da Mega da Virada: cinco bilhetes –Belém (PA), Brasília (DF), Carmo do Cajuru (MG), Mauá (SP) e Russas (CE).

De acordo com a Caixa, todos os bilhetes vencedores das quatro edições já realizadas acertaram as seis dezenas sorteadas em cada ocasião.

Data do sorteio Nº de ganhadores Prêmio total (R$) Cidades
31/12/2012 3 244,7 mi Aparecida de Goiânia (GO); Franca (SP); São Paulo
31/12/2011 5 177,6 mi Belém (PA); Brasília (DF), Carmo do Cajuru (MG); Mauá (SP); Russas (CE)
31/12/2010 4 194,3 mi Cariacica (ES); Belo Horizonte (MG); Fazenda Rio Grande (PR); Pinhais (PR)
31/12/2009 2 144,9 mi Brasília (DF); Santa Rita do Passa Quatro (SP)

Bilhetes com CPF

Para evitar problemas com as apostas, a partir de 2014 os bilhetes terão, no verso, um campo que deverá ser preenchido com o nome e o CPF do apostador. A ideia é evitar possíveis fraudes ou roubos de bilhete.

O mais recente caso envolvendo um jogo premiado provocou uma crise familiar em Ribeirão Preto (SP). José Agostinho dos Santos acusa o irmão, Rogério Agostinho dos Santos, de ter furtado o bilhete premiado.

Pin It