Municípios catarinenses recebem 218 veículos para assistência social

municipios_recebem_veiculos_para_assistencia_social_20131210_1336359678

O governador Raimundo Colombo; o vice Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), João José Candido da Silva, entregaram nesta terça-feira, 10, 194 veículos para as prefeituras catarinenses, que serão usados na prestação dos serviços de assistência social. Outros 24 veículos, também entregues, darão suporte operacional da SST, aos Centros de Trabalho, Emprego e Renda, distribuídos em 13 municípios e a Escola de Ofícios Dom Jaime, em Palhoça, na Grande Florianópolis.

Os veículos serão usados pelas prefeituras para a busca ativa e a proteção social dos idosos, pessoas com deficiência, mulheres, crianças e adolescentes, que não acessam os programas governamentais e estão desprotegidos. Também ajudarão a dar suporte para os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

“A intenção é fazer com que esses veículos façam um trabalho de proteção social e que todas as prefeituras tenham um equipamento melhor para realizar o trabalho nos bairros. Nossa prioridade em 2014 será de atender, de forma muito forte e melhor, as pessoas, em especial os mais pobres”, destacou o governador.

A busca ativa refere-se à localização e inclusão no Cadastro Único de todas as famílias em situação de extrema pobreza, assim como o encaminhamento destas famílias aos serviços da rede de proteção social. Estima-se que em Santa Catarina 28 mil famílias estejam fora e possam ser inseridas nos programas sociais do governo.

“Essa é a valorização do ser humano, onde lá no município nós faremos o trabalho junto às famílias trazendo maior agilidade e qualidade no atendimento. É um investimento que darão para nós a tranquilidade de desenvolver um trabalho com qualidade para nossa população”, disse o prefeito de Belmonte, Genésio Bressiani.

Dentre os programas que as famílias podem ser incluídas estão o Benefício de Prestação Continuada (BPC) idoso – que concede um salário mínimo às pessoas acima de 65 anos sem condições de se sustentar e o BPC para as pessoas com deficiência. Além disso, as famílias podem ser cadastradas para programas de transferência de renda como o Bolsa Família, do governo federal, e o Santa Renda, do governo estadual.

O secretário da SST ressaltou que com a entrega dos veículos o governo do Estado estará capacitando os municípios com equipamentos que permitirão a efetiva implantação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) em Santa Catarina. “Essa é a primeira vez que o Estado está aparelhando a Assistência Social e possibilitando agilizar os trabalhos da busca ativa. Será uma ação muito importante porque hoje em Santa Catarina temos cerca de 850 mil idosos e somente 22 mil recebem o BPC. Será que somente esse número são de idosos pobres no nosso Estado?”, questionou Candido.

Pin It