Plantio de capim Cresciúma encerra a Semana do Meio Ambiente

Criciúma encerrou as comemorações em alusão à Semana do Meio Ambiente nesta segunda-feira (12). No Horto Florestal Antônio José Guglielmi, no bairro Jardim União, a Administração Municipal, por meio da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), promoveu o plantio da primeira muda de capim Cresciúma, gramínea que deu origem ao nome do município.

O plantio foi realizado pelo prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, e alunos da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Adolfo Back, Bairro da Juventude e 28º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC). “O prefeito plantou a muda com três crianças, uma de cada instituição. As crianças também conheceram os projetos do Horto Municipal”, ressalta a presidente da Famcri, Anequésselen Bitencourt Fortunato.

No segundo semestre de 2017, a Famcri realizará mais plantios de capim Cresciúma em escolas da rede municipal de ensino de Criciúma, parques, praças e logradouros públicos. A iniciativa cumpre a lei municipal n° 5.014, de 31 de maio de 2007, que dispõe sobre o plantio de mudas da gramínea, cultivadas no Horto Municipal.

Além de plantar o capim Cresciúma, os estudantes visitaram as trilhas do Horto Municipal e aprenderam a plantar sementes. “Muitas pessoas não sabem a origem do nome Criciúma. Ensinar nossas crianças é muito valioso. Vamos espalhar mais mudas pelas comunidades e relembrar um pouco da história do município”, destaca Salvaro. A Prefeitura de Criciúma também distribuiu cartilhas educativas aos alunos.

Plantios no bairro Ceará

No domingo (11), a equipe da Famcri visitou o bairro Ceará e realizou o plantio de 15 árvores nas proximidades da Igreja Católica. “Tivemos a participação das crianças da catequese. Cada uma plantou uma árvore e as mudas vão receber os nomes das crianças”, explica a presidente.

Resultados positivos

Conforme Anequésselen, a Semana do Meio Ambiente, que iniciou no dia 3 de junho, na Praça Nereu Ramos, encerrou com resultados positivos em Criciúma. “Apesar do mau tempo que predominou durante a última semana, o evento foi produtivo, repleto de ações voltadas aos moradores. Conseguimos trabalhar a conscientização ambiental com as crianças”, comenta.

A Semana do Meio Ambiente contou com o apoio da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Escola Superior de Criciúma (Esucri), Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (Satc), Sest/Senat, Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), Racli, Lions Clube, 28° GAC, Instituto Felinos do Aguaí, Polícia Militar Ambiental (PMA), Empresas Rio Deserto e Projeto do Prolongamento do Canal Auxiliar do Rio Criciúma.

Plantio de Capim Cresciúma - Foto de Divulgação Famcri (1)

Ana de Mattia

Pin It