Programa Juro Zero beneficia mais de dois mil agricultores em 2013

download

A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca divulgou, na última  sexta-feira (29), os resultados do Programa Juro Zero – Agricultura/ Piscicultura em 2013. Por meio do Programa foram financiados R$ 52,8 milhões, sendo que os juros pagos pelo Governo do Estado foram de R$ 4,7 milhões, atendendo 2.362 agricultores catarinenses. Os recursos foram investidos em projetos de captação, armazenagem e uso da água, além de iniciativas que buscam aumentar a renda e criar oportunidade de trabalho para as famílias rurais. O Programa Juro Zero subvenciona com bônus de capital equivalente a 100% dos juros previstos em relação aos contratos de investimentos.

Um dos objetivos do Juro Zero é minimizar os efeitos da estiagem em Santa Catarina, incentivando os investimentos em captação, armazenagem e uso da água para usos múltiplos. Nesses projetos foram investidos R$ 9 milhões, com juros pagos da ordem de R$ 817 mil, atendendo 408 produtores rurais. As estiagens são um problema frequente e recorrente no Estado, principalmente em 132 municípios localizados nas regiões do meio-oeste, oeste e extremo-oeste. Nos últimos 10 anos, a agricultura catarinense registrou perdas significativas em sete safras devido à estiagem, gerando prejuízos econômicos e sociais.

Iniciativas que contribuam para o aumento da renda familiar também são beneficiadas pelo Programa, como projetos de produção de carne e leite a pasto, aproveitamento de dejetos da produção intensiva de animais, fruticultura, olericultura, flores e plantas ornamentais, piscicultura de água doce e mecanização agrícola.

As condições de financiamento, via Juro Zero – Agricultura/ Piscicultura, são de acordo com o Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf e os agricultores têm prazo de até oito anos para pagar. O Governo do Estado, por meio do Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), concede bônus de capital equivalente a 100% dos juros previstos para as operações de crédito dos produtores enquadrados no Pronaf, com juro de até 2% ao ano. As condições de pagamento são de acordo com as normas do Pronaf, do agente financeiro e do projeto técnico.

Ney Bueno – Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca 

Pin It