Projeto para solucionar problema da rodovia Serramar ainda não está definido

1d2cbaf3fc8a0b084aae5b0c21e30258

O projeto para resolver os problemas de deslizamentos de terra em um trecho da  SC-390, localizado na Rodovia Serramar entre Orleans e Pedras Grandes, nas localidades de Pindotiba, Santa Clara e 92, ainda não foi definido. Área onde há dois meses foram identificados muitos sinais de instabilidade pelos técnicos da Defesa Civil, que alegaram ser urgente e necessária a interdição.

O gerente de obras e transportes do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), engenheiro Adalberto de Souza, informou que até o fim desta semana ou, no máximo, no início da próxima, o setor de orçamento do estado estará reaberto, responsável pela liberação de investimentos para obras deste ano.

“Somente após o lançamento do edital será possível fazer a licitação para a contratação de uma empresa para a execução do projeto, onde será  definido o que deverá ser realizado. Por enquanto, não há condições de saber se o trecho necessitará de um muro de contenção, de serviços de terraplanagem, de mudança de talude, entre outros”, destaca Adalberto.

O engenheiro ressalta que de posse do planejamento será possível ter o valor dos investimentos para a execução da obra. Ele também destaca que a estrada está liberada normalmente para  trafegabilidade.

Em outubro, o coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, avisou que a interdição da via era urgente e necessária. Enquanto o grupo vistoriava a região, muitos motoristas passavam pelo local, que estava interditado após a queda de parte da encosta.

Instabilidade

No ano passado, o trecho entre as localidades ficou interditado por quase 100 dias. O relatório concluído pelos técnicos apontou que a área indica perigo por risco de novos deslizamentos de terra e rocha, o que tende a provocar acidentes, caso ocorram chuvas e tráfego no local.

Notisul

 

Pin It