Rota da Baleia Franca: trabalhadores são capacitados para informar melhor os turistas

Capacita__o RBF 03

Os municípios de Laguna, Imbituba e Garopaba possuem cerca de 150 empresas inseridas no projeto Rota da Baleia Franca (RBF). O objetivo é aproximar estes negócios dos turistas, no entanto, muitos empresários e funcionários não sabem que espécie de baleia vem para o Litoral Sul e o que ela faz na região. Pensando nisto, o Instituto Baleia Franca (IBF), com apoio do Sebrae/SC, está capacitando pessoas que fazem parte da Rota.

A capacitação iniciou em junho, segue até agosto e não é voltada para empresários, mas sim, aos trabalhadores de hotéis, pousadas, restaurantes e lojas, além de microempreendedores. “A intenção é deixar informado aquele funcionário que tem contato direto com o visitante, como um recepcionista de hotel, o garçom de um restaurante, um vendedor. São eles que os turistas questionam quando têm alguma dúvida”, destaca a gestora da Rota da Baleia Franca, idealizada pelo Sebrae/SC, Juliana Baldessar Ghizzo.

E as dúvidas não ficam apenas em torno da baleia, por isto, na capacitação os participantes também aprendem sobre outras espécies presentes no Litoral Sul, como a baleia jubarte e o boto, além de conhecerem pontos turísticos e opções de atividades nas três cidades da Rota. Membros do IBF entraram em contato com as empresas e estão agendando as capacitações (mais informações através do telefone (48) 98402.7691).

“O visitante vem para ver a baleia, mas tem muito mais em torno disto. Ele pode avistar a baleia em Imbituba de manhã e conhecer o Centro Histórico de Laguna na parte da tarde, por exemplo. Então é fundamental que as pessoas saibam informar corretamente os atrativos que temos na região, o que era bastante falho antes das capacitações”, afirma a bióloga do IBF, Milene Novais.

A temporada de avistamento da baleia franca é de junho a novembro e os primeiros animais deste ano já foram vistos De olho nos turistas que também chegam nesta época, o Hotel Atlântico Sul, de Laguna, foi uma das empresas que já participou da capacitação.

O recepcionista do empreendimento, Erik Cancelier dos Santos, conta que “não é todo dia que a baleia aparece, então é importante saber explicar aos visitantes as outras opções de turismo da Rota, já que são várias”. Além de Erik, o gerente do hotel também esteve na capacitação e o conhecimento está sendo repassado para outros funcionários.

Certificado de Excelência

Todo fim de ano, o Sebrae/SC entrega um Certificado de Excelência da Rota da Baleia Franca para as empresas que cumprem uma série de requisitos. Em 2017, um dos critérios é que, pelo menos 30% da mão de obra de cada empresa participe da capacitação do IBF. Se o negócio possui um trabalhador, é importante que este único funcionário seja capacitado se a empresa deseja obter o Certificado.

“A baleia franca movimenta muito a nossa economia, desde anos atrás, quando era permitido caçá-la, até hoje, com o turismo de observação. Os empresários devem reconhecer isto e dedicar um tempinho dos seus funcionários para a capacitação”, ressalta Juliana.

Cartilha infantil

Além dos adultos, o Instituto Baleia Franca e o Sebrae/SC também levam conhecimento para as crianças. Está em fase final de aprovação uma cartilha educativa que, de forma didática e divertida, explica o que é a baleia franca – ou quem, já que, na versão infantil, ela recebeu o nome de Fran – e tudo o que engloba o meio dela, como alimentação, reprodução, migração, entre outras informações. O livro é para colorir, tem várias atividades e deve ser distribuído em hotéis, restaurantes, pontos turísticos e até nas escolas inseridas na Rota.

Vanessa Amando 

Pin It