Secretaria Municipal de Saúde amplia impressão do cartão SUS

Agentes_Comunitarios_de_Saude_Divulgacao

Os colaboradores da Diretoria de Tecnologia e Informação (TI) e Secretaria Municipal de Saúde tem dedicado os últimos dias para melhorar o atendimento ao cidadão que busca fazer ou tirar a segunda via do Cartão Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS), documento essencial para a realização de consultas e exames, tanto no atendimento público quanto no privado. Além dos 24 Horas da Boa Vista e Próspera, Policlínica do Rio Maina e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) Santa Luzia, Centro, Colonial, além das Estratégias Saúde da Família (ESF) dos bairros Milanesi, Santa Bárbara e Ana Maria, outras 17 unidades estão recebendo os novos equipamentos para ampliar o serviço em Criciúma.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Francielle Lazzarin Gava, todos os colaboradores que trabalharão com a nova máquina passaram por formação com os profissionais da Diretoria de Informação e Secretaria de Saúde. “No último dia do mês de maio, todos os profissionais de Unidades de Saúde de Criciúma receberam capacitação para a confecção do Cartão SUS. A partir de agora, muitos criciumenses não precisarão se dirigir para tão longe de suas comunidades para confeccionar esse documento. Sabemos que ainda há muito por fazer, mas estamos trabalhando para que todo o atendimento realizado seja feito com qualidade”, comenta.

As novas máquinas estão instaladas nas ESF Wosocris, Metropol, Quarta Linha, São Luiz, Morro Estevão, Maria Céu, Linha Batista, Renascer, Vila Rica, Argentina, Pinheirinho, Santo Antônio, Verdinho, Cidade Mineira Velha, Cidade Mineira Nova, Vila Belmiro e Vila Manaus, totalizando 26 postos para impressão do Cartão Nacional do SUS.

Conforme o diretor de TI, Tiago Pavan, para instalar as máquinas foi necessário inserir informações nos computadores ligados as impressoras e realizar testes. “Não foi apenas levar as máquinas até as unidades e deixá-las ligadas. Tivemos que deixá-las funcionando para que as pessoas que necessitam desse serviço possam chegar e não encontrar problemas. O Cartão SUS beneficia as pessoas em vários aspectos, por isso é importante todo esse processo de verificação junto aos profissionais das unidades de saúde”, destaca.

Para a confecção do Cartão Nacional do SUS é necessário que a pessoa tenha em mãos os documentos de identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência.

Cartão Nacional do SUS disponível em versão digital

Para aproximar ainda mais a população da sua identidade no SUS, o Ministério da Saúde facilitou a portabilidade do documento através do aplicativo Cartão SUS Digital. O aplicativo está disponível para smartphones com sistema Android ou IOS, através do E+Saúde, e pode ser baixado no celular pela Play Store.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) e responsável pelo Cartão Nacional do SUS, Jaci Donizete Velho, o acesso ao cartão por meio digital traz muitos benefícios para a população. “Às vezes a pessoa saí de casa sem esse documento, mas precisa ser atendido. Se o morador tiver o número disponibilizado de forma digital, poderá ser atendido normalmente. Mas vale lembrar que para ter disponibilizado o digital, é necessário que ela tenha seu cartão físico, e isso só é possível com sua inscrição em uma das unidades. Mesmo que a pessoa não tenha disponível no momento o número de seu documento de identificação do SUS, o atendimento será realizado, e posteriormente ela será encaminhada para confecção do mesmo”, ressalta.

Milena dos Santos

Pin It