Quatro cidades decretaram situação de emergência em SC

DSC00402

Quatro cidades em Santa Catarina decretaram situação de emergência por conta de granizo e fortes chuvas. Os municípios  Palhoça e Galvão encaminharam o decreto nesta semana, já Taió e Campo Êre enviaram a documentação pedindo homologação para a Secretaria de Estado da Defesa Civil na última sexta-feira (29).

A chuva acompanhada de granizo que afetou o estado na noite desta segunda-feira (2) prejudicou 100 famílias no município de Palhoça, o bairro mais atingido foi o Pontal. Em Galvão pelo menos 25 famílias foram afetadas.

Na sexta-feira, situação de emergência foi decretada  no município de Taió. O ofício foi  enviado à Secretaria Estadual de Defesa Civil após a queda de granizo que atingiu a cidade na noite de quinta-feira, (28).

As localidades de Ribeirão Palmital, Alto Palmital, Alto Ribeirão do Salto, Atrás da Serra e Bugiu de Cima foram  as mais atingidas pelo granizo e registraram perdas significativas. Na localidade de Braço da Ilha prejuízos na agricultura também foram apontados. A estimativa da prefeitura municipal é de que 70% das plantações de milho, fumo e feijão tenham sido perdidas e 450 pessoas diretamente afetadas. O levantamento da Defesa Civil identificou 150 residências afetadas, 50 famílias desalojadas e também animais mortos. Todas as residências vistoriadas tiveram 90% do seu telhado destruído, além da perda de colchões, alimentos e eletro domésticos.

Já no município de Campo Êre, além do granizo, as fortes chuvas e o vendaval que passou pela cidade também prejudicou muitas famílias. O prefeito decretou situação de emergência. Por conta disso, 40% em  danos significativos foram apontados nas áreas urbana e rural. Cerca de 100 casas foram destelhadas e 160 ficaram alagadas.

Os municípios de São Lourenço do Oeste, São Bernardino, Galvão, Jupiá e Novo Horizonte também foram afetados pelas chuvas intensas, mas não encaminharam pedido de decretação de situação de emergência para a Secretaria de Estado da Defesa Civil.

Pin It